quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Bicho esquisito

A Rira Lee tem uma música que fala que as mulheres são bichos esquisitos, o Freud disse que as mulheres sofrem do complexo da castração. Ah, Freud tu estavas errado, não somos nós que precisamos de tempo para se recuperar depois do ato sexual, e a Rita sim, tem razão somos esquisitas. Só que hoje podemos escolher entre sangrar desnecessariamente ou não, podemos escolher ter filhos ou não e de que forma podemos tê-los. Mas ser mulher ainda e fascinante, emoções que só nós temos, sexto sentido apurado, instinto materno e outras coisinhas mais. Ainda somos nós que conquistamos os conquistadores como a Roxana fez com o Alexandre, ou a Cleópatra com o César, ou até mesmo Maria bonita com Lampião, entre tantas outras histórias lindas, ou nem tanto.
Mesmo assim o complexo da castração vem do homem, são eles quem castram suas mulheres no oriente médio, são eles quem matam como fizeram com Ana Alice na Paraíba, quem violentam como fizeram com a Maria da Penha, quem apedrejam como fizeram com Soraya, e quantas Anas, Sorayas, Marias são violentamente mortas por ano? traficadas, escravizadas? Precisamos dos meninos para mudar essa ideia falsa de que mulher é o sexo frágil como dizia o filosofo grego.
E nas voltas que o mundo dá, somos iguais em condições e inteligência, cada um com suas peculiaridades, não entendo por que tanta barbárie contra as meninas. Cuidemos então dos nossos meninos para que busquem também o direito de igualdade entre os gêneros, ainda há tempo.

Um comentário:

  1. Bichos esquisitos essa Ana e essa Rita, cujo discurso irrita o machismo imperante entre nós. Os nós sociais que nós precisamos desatar passam pela violenta falta com a alteridade. Carecemos repensar o mundo que queremos, não apenas para o futuro, mas para desfrutarmos já. A fórmula não se sabe, o outro deverá, contudo e necessariamente, estar implícito neste novo mundo velho. E que ele não seja o ideal, mas concreto com respeito às diferenças na igualdade.

    ResponderExcluir