quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Voando

Vejo coisas pelas ruas, me encanto com os cantos que abrem portas. Quem me levou os olhos a passearem foram os livros, a educação hoje é como uma gaiola, aprisiona os métodos. A leitura ainda faz com que a liberdade seja sentida. Vejo o meu caçula encantado com os caminhos que o livro apresenta pra ele. E o deixo no seu canto com os seus personagens fascinantes que nada mais são que um morador de rua da Inglaterra e seu gato no terceiro livro da série. Afinal, "livro é um brinquedo feito com letras" e as vezes elas saem por aí, enfeitando os tapumes nas ruas.

Tapume na rua principal.

E nas voltas que o mundo dá, a liberdade de pensamentos é o primeiro passo para não se deixar levar pelas gaiolas que o mundo oferece. e sentir a vida ardendo pelo mundo a fora. Por que como disse o Rubem Alves: "A vida é como a vela para brilhar e iluminar é preciso queimar".

Nenhum comentário:

Postar um comentário