quinta-feira, 16 de junho de 2016

Mundo louco

Ontem uma amiga disse uma expressão errada "Mundo cão" quem dera o mundo fosse caninisado não teríamos as barbaridades que presenciamos todos os dias. Essa semana uma boate no EUA foi o palco de 49 mortes de gays, ontem dois professores da rede pública de ensino do sertão baiano foram encontrados mortos e seus corpos carbonizados pelo simples fato de serem homossexuais. São atrocidades de um mundo habitado por pessoas doentes, pois quando um individuo é capaz de matar outro pelo simples fato de ser diferente essa pessoa é doente, má e outras coisas que nem sei como nomeá-la.
Freud dizia que quando uma pessoa se incomoda com quem a outra dorme ou convive precisa de cuidados. Ah, Freud precisam ser tratados com urgência, a sociedade precisa se mobilizar para evitar danos maiores como esses. Ultimamente são noticias de estupros coletivos pipocando aqui e acolá, pessoas matando outras pela sua sexualidade, mulheres brutalmente violentadas todos os dias, a elite morando em condomínios fechados com fortalezas medievais e plebe rude passando fome e sendo hostilizada, será que saímos mesmo da Idade das trevas?
E nas voltas que o mundo dá, todo dia uma noticia deixa a gente um pouco triste, precisamos de mais amor, e como disse um frase escrita no muro perto da faculdade onde trabalho eu replico cá; "Quem goza gostoso não tem tempo para odiar e matar, diga não a violência". E eu completo que tenhamos um mundo cão como os cães amáveis e não um mundo louco que mata.

Nenhum comentário:

Postar um comentário