quarta-feira, 26 de julho de 2017

Cuidar

Certa vez Leonardo Boff escreveu: "O que se opõe ao descuido e ao descaso é o cuidado. Cuidar é mais que um ato; é uma atitude. Portanto, abrange mais que um momento de atenção. Representa uma atitude de ocupação, preocupação, de responsabilização e de envolvimento afetivo com o outro". O cuidar feminino ultrapassa as fronteiras do afeto, do querer e do fazer bem. O papel feminino sempre foi de cuidar é uma coisa quase uterina.
Dizem que hoje é o dia das avós, minha mãe foi vó e bisavó, já tenho irmãos que assim o são também, e tive o prazer de viver e conviver coma  presença da minha avó a Joana, coisa que os meus filhos foram privados. Na casa dela a gente tinha voz e vez, colo e café, biscoito de canela e razão pra tudo. Sempre gostei de ouvi suas histórias e conselhos, era idosa quando a conheci, mas tinha uma juventude no olhar e na fala que me fazem lembrar e sorrir até os dias de hoje. Sua casa de piso vermelho com ervas no quintal, fogão a lenha e a calmaria do coração que exalava pelo ar como um perfume suave, era meu refugio e de todos os primos e primas.

Joana Costa com seus 92 anos de idade

Dela, herdei a cadeira de palha em estilo clássico, uma cocha de crochê feita nessa mesma cadeira que hoje uso pra minhas leituras, gosto de lembrar de cada hora que a memória me permite guardar, e ainda acho que ela era meio alquimista, pois tinha a cura para qualquer dor da gente. E nas voltas que o mundo dá, Freud tinha razão quando disse que as avós têm um papel importante na formação de seus netos e netas. Obrigada por tudo vó.

Nenhum comentário:

Postar um comentário