quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Samurai

Ouvi histórias de samurais que são lindas, princípio éticos, determinação, respeito ao código que rege suas atitudes e sempre admirei a competência desses guerreiros que afirmam que a maior batalha é aquela cuja espada não precisa ser utilizada. Para mim, guerreiros samurais são todas as pessoas determinadas e que não se contenta com situação desagradáveis.
Esses dias completou-se oito anos que o meu samurai determinado toma nem sempre pacificamente, nem sempre sem questionar suas injeções diárias, mas sempre percebe que essa é a melhor opção para o seu tratamento e que os resultados são animadores. É uma batalha vencida a cada centímetro conquistado. Ontem fomos ao posto de saúde para que tomasse uma picadinha extra, a vacina contra o HPV, no caminho me confessa que não está se sentindo confortável em encará uma piada extra, ainda por que não seria eu a aplicar.
No posto a enfermeira aplica a dose e ele sabiamente vem pra casa debatendo comigo. "Mãe, com tanta tecnologia no mundo, por que ainda não inventaram um modo de medicar sem furar?" Me questionei também, mas a resposta veio dele mesmo. "Já sei. Essa tecnologia já existe, mas a industria farmaceuta talvez não levasse lucros enoooormes, e preferem deixar a gente sofrendo com picadas diárias". 
E nas voltas que o mundo dá, fico imaginando como pode um samurai assim tão sabido ter vindo de mim? O meu guerreiro é um rapazinho que sabe já cedo que a maior batalha é aquela que não se desembainha a espada. E nosso código mais preciso do Bushido é: "Viver é arriscado e perigoso. Ficar escondido não é a melhor maneira de encarar a vida. Você deve se esforçar para viver ao máximo e intensamente. Mas ser corajoso não é ser um idiota. Você deve ter inteligência e cautela por trás de seus atos". Sinto felicidade plena de fazer parte do seu crescimento meu samurai.

Nenhum comentário:

Postar um comentário