quinta-feira, 26 de outubro de 2017

Traição literária

Os livros do Dan Brown, são sempre com a mesma pegada, um professor que entra numa fria sem querer, uma mulher que passa a ser sua companheira nas aventuras, tudo muito igual, mas vamos combinar que as aventuras acontecem sempre em países diferentes, com uma pegada catastrófica e com história das artes e artistas diversos, em Inferno ele foi até a Turquia e depois volta para Itália onde tudo começou e vai fundo na poesia de Dante. Aliás Dante é o nome do rapaz gentil que sempre me avisa por mensagem quando tem novidades na LDM. Essa semana chegou mais um. Origem. E lá fui eu correndo buscar meu exemplar.
Tudo bem que já tinha o Boff  na frente e ainda não acabei o de Diana Cabaldon, mas eles podem esperar um pouco por que agora vou viajar com o Dan, nem sei ainda pra onde, mas estou ansiosa pra mais uma aventura com o professor Langdon. Desculpa aí Boff e Diana, é por pouco tempo.

Origem só meu.

Assim, nas noites recifense que se aproximam terei uma viagem a mais, pois durante o dia teremos passeios fantásticos para conhecer as histórias pernambucanas e suas paisagens com histórias do nosso Brasil. 
Davi do Brennand

E nas voltas que o mundo dá, vamos logo ver a réplica do Davi do Michelangelo que se encontra no Instituto Brennand, antes que o povo resolva vesti-lo, já imaginaram o Davi de calças jeans? Ou uma folha de parreira cobrindo-o? Então vamos logo, antes que as coisas mudem. E Dante, quando tiver novidades, não esqueça de mim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário